17.3.17

Homenagem de Ovar ao Dr. Ramiro Salgado

Dr. Ramiro Salgado
(1932-2014))
Jornal JOÃO SEMANA (01/08/2016)
TEXTO: Manuel Pires Bastos

Entre as pessoas e as instituições contempladas pela Câmara Munici­pal de Ovar com medalhas de ouro, prata e cobre, conta-se, a título póstumo, o Dr. Ramiro Benjamim Cordeiro Fernandes Salgado, já detentor, desde há anos, da medalha de cobre, que há alguns anos, lhe foi atribuída pelos bons serviços prestados à comunidade vareira quando aqui exerceu as funções de médico cardiologista, e a quem agora foi entregue a Medalha de Mérito Municipal Ouro, pelo facto de ter composto uma canção – “Ovar” – excecionalmente feliz quer na parte melódica, quer no texto poético, que expressa os valores morais, patrimoniais e paisagísticos da nossa cidade, constituindo um verdadeiro ex-líbris de Ovar, que a Tuna “Os Voluntários de S. João da Madeira” mantém, desde há 30 anos, no seu repor­tório, como a pedra mais preciosa do tesouro que lhe legou o seu fundador.


OVAR
Letra e música de Ramiro Salgado

Capa do 1.º de diversos discos gravados pela Tuna
dos Voluntários de S. João da Madeira
Ovar! Perto de ti o nosso mar.
Ovar! Tens a riqueza desse mar.
Ovar! A ria é, quando a brilhar
Nas noites mornas de luar,
De uma beleza sem igual!

Ovar hoje é cidade, sem favor.
Ovar, de tanta história e fervor.
Ovar tem Carnaval,
Tanta alegria e cor!

Ovar! Vou à praia ficar
Junto à duna a sonhar.

Ovar! Tens a varina e o pescador.
Ovar! Do Pão de Ló tens o sabor.
Ovar! Tantos comboios a chegar,
Trazendo vidas a lutar
Numa aposta de amor.

Ovar! Vou à praia ficar
Junto à duna a sonhar.

Artigo publicado no jornal JOÃO SEMANA (1 de agosto de 2016)
http://artigosjornaljoaosemana.blogspot.pt/2017/03/homenagem-de-ovar-ao-dr-ramiro-salgado.html



Manuel Colares Pinto
Jornal JOÃO SEMANA (15/03/2017)
TEXTO: Manuel Pires Bastos

Recordando o “Hino de Ovar”

Em 1952, nas Festas Centená­rias, foi cantada pelo Orfeão de Ovar uma composição musical da autoria do Padre Agostinho de Oliveira Félix, então Pároco de Ovar, construída sobre uma letra de Manuel Colares Pinto, composição essa (na gravura ao lado) que, não tendo a divulga­ção necessária, não alcançou o sucesso que se esperaria, estando praticamente esquecida.


Padre Félix
No fim da década de 80, o Dr. Ramiro Salgado, natural de Torre de Moncorvo e residente em S. João da Madeira, médico cardiologista que durante muitos anos exerceu clínica em Ovar, terra a que ficou indelevelmente ligado por laços afetivos, criou uma canção de nome “Ovar” que a tuna “Os Voluntários de S. João da Madeira” gravou no primeiro dos seus discos, e que passou a ser considerada como que o ex-líbris daquele agrupamento.
Esta canção que muitos consideram como o “Hino de Ovar” tem sido muito utilizada na abertura e no fecho da emissão da Rádio Antena Vareira e antes e no fim dos jogos de futebol da Ovarense.
O autor destas linhas, que colaborou com o inspirado médico na transcrição musical de várias das suas criações, honra-se de ter contribuído para fixar o ritmo desta composição, e, após a sua morte, com o consentimento de sua esposa e de seus filhos, ousou ajustar pequenos detalhes do texto: duna em vez de barra; chegar em vez de passar, e “Ovar tens a varina e o pescador /Ovar do Pão de Ló tens o sabor” (em vez da repetição das duas primeiras linhas do poema), e ainda repe­tindo, no final da canção, as linhas 9 e 10: “Ovar! Vou à praia ficar junto à duna a sonhar”, com o acrescento do nome “Ovar”.

Artigo publicado no jornal JOÃO SEMANA (15 de março de 2017)
http://artigosjornaljoaosemana.blogspot.pt/2017/03/homenagem-de-ovar-ao-dr-ramiro-salgado.html



Texto que acompanhou, em 25/07/2016 a canção "Ovar", interpretada por Américo Oliveira e Ana Andrade, com acompanhamento das duas Bandas Filarmónicas de Ovar – Ovarense e Boa União – em homenagem ao Dr. Ramiro Salgado, seu autor, em cerimónia que continuou nos Paços do Concelho com a entrega da Medalha de Mérito Municipal Ouro, a título póstumo.


Clique em PLAY
para ouvir o tema "OVAR"

Sem comentários: